Você está aqui: Página Inicial > Sobre o Campus > História

História do Campus Campo Grande

A história do Campus Campo Grande tem início em 27 de outubro de 2007, data em que foi sancionada a Lei nº 11.534, que criou a Escola Técnica Federal de Mato Grosso do Sul, com sede na Capital do Estado, e a Escola Agrotécnica Federal de Nova Andradina.

No ano seguinte, com a reestruturação da educação profissional, científica e tecnológica no país, as duas escolas foram transformadas, por meio da Lei nº 11.892, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS).

No segundo semestre de 2010, o Campus Campo Grande iniciou as atividades com a abertura de vagas em cursos técnicos a distância, ofertados em parceria com o Instituto Federal do Paraná (IFPR). Os encontros semanais ocorriam em uma sala cedida pelo Colégio Militar.

Em 2011, o campus começou a funcionar, provisoriamente, na Av. Júlio de Castilho, nº 4.960, Bairro Panamá. Na ocasião, o campus iniciou a oferta dos cursos técnicos integrados em Informática, Eletrotécnica, Mecânica e Manutenção e Suporte em Informática, sendo o último na modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja).

Ainda em 2011, foi aberta a primeira turma de graduação, para o curso de tecnologia em Sistemas para Internet, com ingresso por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Os anos posteriores marcaram a ampliação de cursos ofertados por meio da Rede e-Tec Brasil, do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), oferecido em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, e da especialização em Docência para a Educação Profissional, Científica e Tecnológica, voltada tanto a servidores do IFMS quanto à comunidade externa.

Em 2015, a sede provisória foi transferida para dois prédios localizados na Rua 13 de Maio, nº 3.072, Centro. A mudança ocorreu para melhorar a infraestrutura oferecida aos mais de mil estudantes atendidos pela unidade.

O início das aulas na sede definitiva ocorreu no dia 31 de julho de 2017. Situado na Rua Taquari, nº 831, Bairro Santo Antônio, o complexo possui mais de 8 mil m² de área construída. Os cinco blocos abrigam 14 salas de aulas, 19 laboratórios, biblioteca, setores administrativos e cantina, além de quadra poliesportiva e estacionamento.

Além de cursos técnicos integrados, a distância e graduação, o campus também oferece cursos de idiomas a distância, técnico subsequente presencial, além de qualificação profissional com duração média de quatro meses.