Você está aqui: Página Inicial > Centrais de Conteúdo > Vídeos > Minuto da Ética > #04 Minuto da Ética - Dimensões Pública e Privada na Atuação do Educador

#04 Minuto da Ética - Dimensões Pública e Privada na Atuação do Educador

por Rafael Katayama Tsuge publicado 20/09/2017 08h07, última modificação 08/11/2017 14h38

Nesta edição do Minuto da Ética, o assunto é a atuação do educador. Até que ponto a vida pessoal pode interferir na conduta profissional do professor? Seja em sala de aula ou nas redes sociais, a preservação da boa imagem garante a confiança e o respeito dos estudantes.

Olá, servidor! O minuto da ética deste mês vai tratar sobre as dimensões pública e privada na atuação do educador.

Todos nós desempenhamos vários papéis em nossas vidas. Somos profissionais, mas também somos pais, filhos, amigos, companheiros. Não há como negar, no entanto, que nossa atuação profissional é inerente aos outros papéis que exercemos, e vice-versa.

O bem estar profissional está intimamente ligado à satisfação pessoal e à qualidade de vida. Por outro lado, nossa conduta na vida privada também pode alterar o conceito em nossa vida funcional.

A questão ganha uma dimensão muito particular quando a atuação do profissional está inserida no universo da educação. O educador deve ficar atento ao seu comportamento diante do educando, seja em sala de aula ou fora dela. A atenção deve ser redobrada se o aluno é menor de idade.

Não é conveniente que o estudante presencie fatos que vão contra a imagem do professor. É desaconselhado, por exemplo, que o educador faça uso de bebida alcoólica na companhia dos alunos, que se envolva intimamente com estudantes e que exponha suas experiências sexuais ou possíveis atos de contravenção, seja em sala de aula, no pátio, fora da escola ou nas redes sociais.

A boa imagem do professor deve ser preservada em todos os momentos, até para se garantir a confiança e o respeito, características necessárias ao ato educativo.

Os valores éticos demonstrados na conduta do educador contribuem não apenas para manter a boa imagem profissional e pessoal, mas também para que se tenha garantida a vocação formadora da instituição pública.

Esperamos que tenha gostado do tema. Até a próxima!

registrado em: