Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFMS apresenta mais de 50 trabalhos em feira científica estadual

Fetec/MS

IFMS apresenta mais de 50 trabalhos em feira científica estadual

Os trabalhos, desenvolvidos por estudantes dos dez campi, têm como principal objetivo melhorar a qualidade de vida das comunidades locais.
por Paulo Gomes publicado: 09/11/2018 07h58 última modificação: 09/11/2018 08h25
Exibir carrossel de imagens Ascom/IFMS Daynara e Liliane criaram jogo de Matemática para tornar a disciplina mais atrativa

Daynara e Liliane criaram jogo de Matemática para tornar a disciplina mais atrativa

Estudantes do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) apresentam 56 trabalhos de pesquisa na edição 2018 da Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul (Fetec/MS). O evento fica aberto à visitação do público até sexta-feira, 9, no Ginásio Moreninho, em Campo Grande.

No total, participam 90 estudantes dos cursos técnicos integrados oferecidos pelo IFMS em Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas.

Os trabalhos abordam diversas áreas do conhecimento e têm como principal objetivo melhorar a qualidade de vida das comunidades nas quais os estudantes estão inseridos.

Breno de Barros, 15, e Giovanna Costa, 17, estudantes do curso técnico integrado em Informática do Campus Jardim, estudam formas de ajudar crianças com autismo a ter um melhor aprendizado.

Após a coleta de informações de pais e professores que convivem com autistas, os estudantes pretendem apresentar soluções de melhoria para inclusão por meio de um software educacional.

“Um estudante autista não tem hoje, nas escolas públicas, a assistência necessária para aprender, pois a alfabetização não foca as exceções. A educação é para todos, mas nem todos estão incluídos na educação”, defendeu Giovanna.

“O projeto também visa a inclusão e a conscientização das pessoas sobre o autismo”, explicou Bruno.

Do campus Dourados, as estudantes Daynara da Silva, 17, e Liliane Gomes, 18, do curso técnico integrado em Informática para Internet, trouxeram um jogo desenvolvido para ajudar crianças com déficit intelectual no aprendizado de Matemática. “Queremos tornar a disciplina mais atrativa”, explicou Daynara.

A pesquisa e a criação do software fazem parte do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) das estudantes. “Estamos ganhando experiência nas apresentações aqui da Fetec/MS e, com isso, estaremos preparadas na hora de defender o TCC. Além disso, já conhecemos várias pesquisadores e aprendemos coisas novas”, destacou Liliane.

Outro trabalho apresentado na feira é o “IFMS Aqui Comunica”, um trocadilho com o nome da cidade de Aquidauana, local onde fica o campus em que estudam Jeferson Mota, 16, Matheus Gomes, 16, e Rafael Castro, 17, autores da ideia.

Os estudantes desenvolveram um software para divulgação de informações sobre eventos realizados no campus. Professores e técnicos-administrativos poderão utilizar a plataforma para divulgar as atividades. A ideia é facilitar o contato entre a comunidade e o IFMS.

A delegação recebe auxílio financeiro institucional para participação na feira, com custeio de alimentação e hospedagem, além de transporte dos campi para o evento. O total de investimento, este ano, foi de R$ 29,6 mil.

Fetec/MS - O evento é realizado anualmente pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e pelo Grupo Arandú de Tecnologias e Ensino de Ciências, reunindo trabalhos de estudantes dos níveis fundamental e médio de vários municípios do Estado. Este ano, a feira conta com cerca de 250 projetos de pesquisa.

Os interessados podem visitar os stands gratuitamente até as 17h40 desta sexta-feira, 9, no Ginásio Moreninho. A lista completa dos trabalhos está disponível na página do evento.

A cerimônia de premiação será realizada no sábado, 10, a partir das 8h30, no Teatro Glauce Rocha.

O IFMS não só participa da Fetec/MS, mas também credencia trabalhos de outras escolas para participação no evento estadual, por meio de feiras locais promovidas todos anos em dez municípios.