Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mais de 200 projetos de pesquisa são inscritos no ciclo 2018-2019

Iniciação Científica

Mais de 200 projetos de pesquisa são inscritos no ciclo 2018-2019

Foram validadas as inscrições de 222 projetos de pequisa envolvendo 503 estudantes dos dez campi do IFMS. Número representa aumento de 11%.
por Juliana Aragão publicado: 16/05/2018 08h51 última modificação: 22/05/2018 18h34

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) validou as inscrições de 222 projetos de pesquisa, que irão envolver mais de 500 estudantes na iniciação científica e tecnológica a partir de agosto deste ano. As propostas foram submetidas no edital que destina R$ 330,2 mil para o desenvolvimento de pesquisas e pagamento de bolsas a estudantes.

A lista das inscrições validades está publicada na Central de Seleção.

O número é 11% maior em comparação ao registrado no ciclo anterior, quando foram validadas as inscrições de 200 projetos de pesquisa e 456 planos de trabalho. Cada plano de trabalho corresponde a um estudante.

"Com a abertura de seis novos cursos de graduação, tivemos a chegada de mais professores e, consequentemente, um acréscimo significativo no número de planos de trabalho validados na modalidade ensino superior, que passou de 154 para 190", destacou o diretor de Pesquisa do IFMS, Angelo Lourenço.

Para diretor de Pesquisa do IFMS, Angelo Lourenço, o aumento é reflexo do crescimento da instituição, em especial com a oferta de seis novos cursos de graduação a partir deste ano.

"Tivemos a chegada de mais professores e, consequentemente, um acréscimo significativo no número de planos de trabalho validados na modalidade ensino superior. Neste ciclo, foram 190 e, no anterior, 154, ou seja, 23% a mais", destacou.

Números - O Campus Aquidauana foi o que registrou o maior número de projetos de pesquisa com inscrições validadas, 38 no total. Em comparação ao ciclo anterior, quando foram inscritas 14 propostas, o aumento é de 171%.

De acordo com o coordenador de Pesquisa e Inovação da unidade, Danilo Tofoli, alguns fatores podem ter contribuído para esse crescimento expressivo. "Além da abertura de dois novos cursos de graduação, Engenharia Civil e tecnologia em Redes de Computadores, podemos pontuar o fato de que alguns professores retornaram de seus afastamentos para doutorado e trouxeram ideias de novas pesquisas".

Danilo também destaca ações de estímulo à iniciação científica. "Nós temos feito um trabalho de ir de sala em sala para divulgar os editais, mas não podemos esquecer do comprometimento dos nossos professores em mostrar aos estudantes a importância de se associar a pesquisa e a extensão ao ensino, e de como isso pode transformar vidas".

Nos campi Coxim e Três Lagoas, foram validadas as inscrições de 32 projetos de pesquisa, seguidos de Corumbá (25), Nova Andradina (24), Campo Grande (21), Jardim (16), Ponta Porã (15), Naviraí (10) e Dourados (9).

A maior parte dos planos de trabalho validados - 313 no total - é da modalidade ensino médio. Os outros 190 são referentes a projetos de pesquisa que serão desenvolvidos por estudantes do ensino superior.

Quanto às áreas pesquisadas, a maioria dos planos é relacionada às Ciências Exatas e da Terra. "A explicação é que todos os campi do IFMS oferecem cursos técnicos integrados em Informática, e que das dez unidades, nove têm graduação na área. Tanto que dos 170 projetos validados, 110 são especificamente relacionados à computação", explicou Angelo.

"Nós temos feito um trabalho de ir de sala em sala para divulgar os editais de iniciação científica, além é claro do comprometimento dos professores em mostrar aos estudantes como a pesquisa pode transformar vidas", disse o coordenador de Pesquisa e Inovação do Campus Aquidauana, Danilo Tofoli.

Na sequência, aparecem planos de trabalho ligados às Ciências Agrárias (107) - número que se explica pelo fato de que o IFMS possui três campi que oferecem cursos do eixo Recursos Naturais -, Engenharias (93), Ciências Humanas (58), Linguística, Letras e Artes (34), Ciências da Saúde (17), e Ciências Biológicas e Ciências Sociais Aplicadas (12).

A previsão é que a lista de inscrições homologadas - ou seja, após a análise de possíveis recursos - seja divulgada no dia 21 de maio. O resultado preliminar está previsto para 13 de junho, e o final no dia 22.

"Apenas após a análise do mérito de cada projeto de pesquisa e de cada plano de trabalho, é que será definido quais e quantos irão receber recursos para o pagamento de bolsas de iniciação científica. Os que não forem contemplados, poderão ter estudantes voluntários atuando na pesquisa", explicou Angelo.

Fomento - A maior parte dos recursos destinados para o ciclo 2018-2019 da iniciação científica - R$ 319 mil - é para o pagamento de até 104 bolsas a estudantes do IFMS.

São R$ 100,00 mensais para estudantes do nível médio, e R$ 400,00 por mês para os do ensino superior. As bolsas serão concedidas entre agosto deste ano e julho de 2019. 

Além disso, o IFMS destinou R$ 11 mil para apoiar o desenvolvimento das pesquisas selecionadas. O apoio será de R$ 200,00 para projetos da modalidade ensino médio, e de R$ 400,00 para os do ensino superior.

Iniciação Científica - Entre 2012 e 2017, o IFMS apoiou o desenvolvimento de 685 projetos de pesquisa em diversas áreas do conhecimento.

O fomento à iniciação científica é regido pelo Programa Institucional de Iniciação Científica e Tecnológica do IFMS (Pitec).

Os estudantes selecionados podem participar, como bolsistas ou voluntários, dos seguintes programas:

  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio (Pibic-EM);
  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic);
  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica nas Ações Afirmativas (Pibic-AF);
  • Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (Pibiti).

Projetos de Pesquisa Validados*

Campus Projetos de Pesquisa Estudantes envolvidos
Aquidauana 38 79
Campo Grande 21 54
Corumbá 25 45
Coxim 32 79
Dourados 09 21
Jardim 16 32
Nova Andradina 24 54
Naviraí 10 27
Ponta Porã 15 34
Três Lagoas 32 78
Total 222 503

 Planos de Trabalho por Modalidade*

Modalidade Estudantes envolvidos
Pibic (nível superior) 141
Pibic-AF (nível superior) 12
Pibic-EM (nível médio) 313
Pibit (nível superior) 37
Total 503

Planos de Trabalho por Área de Conhecimento*

Grande Área Estudantes envolvidos
Ciências Agrárias 107
Ciências Biológicas 12
Ciências da Saúde 17
Ciências Exatas e da Terra 170
Ciências Humanas 58
Ciências Sociais Aplicadas 12
Engenharias 93
Linguística, Letras e Artes 34
Total 503

* Fonte: Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (Propi)

registrado em: